VOLTANDO AO ASSUNTO : “ FOSSO DAS MURALHAS”


Não posso deixar de apresentar a planta topográfica do ano de 1830 onde é possível descortinar três travessias do fosso que, na época, isolava a povoação da língua de areia que constituía a ligação ao continente.

Como assinalei uma situava-se no local onde entendo que deve ser reposta a passagem pedonal, outra no sítio onde ainda hoje existe a ponte velha e uma outra no local do antigo portão de Peniche de Cima.

Se formos observar a muralha do jardim, pelo lado do fosso, notamos, claramente, onde existiu a abertura que foi uma das entradas da povoação.

Não estamos a inventar nada, aquilo que parece fazer tantos engulhos já existiu. Não será só uma questão de teimosia.
Nota - Clique sobre a imagem para a ampliar.

Comentários