WORKSHOP



O workshop irá trazer aos que tiverem a oportunidade de preencher uma das 25 vagas, colocadas à disposição de alguns, conhecimentos novos que, muito bem, irão complementar a sua formação.
O programa traz a Peniche personalidades ilustres que vão falar acerca das bacias sedimentares e a sua propensão para gerar hidrocarbonetos e do Jurássico Inferior, através da observação da costa marítima de Peniche, nomeadamente, no Alto do Trovão.

Não posso, nem sei, discutir, em antecipação, quer o programa e, muito menos, o conteúdo das intervenções, apenas me atrevo a comentar o assunto dos hidrocarbonetos e alertar para os interesses da nossa cidade e comentar a situação em que se encontra o Alto do Trovão, a que é dada a importância que na realidade tem.

A propósito das conhecidas intenções de pesquisa da possibilidade de existência de hidrocarbonetos na proximidade da nossa costa apenas gostaria de chamar a atenção para importância que para nós penicheiros, e povos da beira-mar próximos, representa a existência do Canhão da Nazaré, no que respeita à geração de alimento dos cardumes que aqui estacionam, e que poderão ser afectados por uma presumível exploração de crude.

Quanto ao Alto do Trovão é indiscutível e sobejamente conhecida, a nível internacional, a sua importância, por isso, a sua preservação é imprescindível e para isso necessário que se proceda ao ordenamento da zona. Será necessário impedir a invasão indiscriminada do espaço por viaturas criando um espaço limitado de estacionamento e construir uma passagem pedonal elevada entre esse parque e a zona de estrada junto ao acesso á Plastimar. O fim em vista será evitar e pisoteio próximo da importante arriba. Sobre este último assunto publico, ao alto, algumas fotografias.

Comentários