A ODISSEIA DO ESPAÇO


“Quarto Veículo de Transferência Automatizado da ESA, Albert Einstein, queimou-se em 2 de Novembro às 12:04 GMT por uma área desabitada do Oceano Pacífico. Ele deixou a Estação Espacial Internacional, uma semana antes, com 1,6 toneladas de resíduos depois de passar cinco meses anexados ao posto orbital.”

Para quem não segue estas questões de viagens no espaço, um veículo de transferência é, como o nome indica, um veículo não tripulado que as agências espaciais usam para enviar carga, víveres, aparelhagem, material para experiências, etc. O veículo é lançado e, a partir do local de lançamento é conduzido remotamente até à acoplagem com a estação orbital internacional. No regresso estes veículos, porque não estão preparados para reentrar na nossa atmosfera, acabam por se desintegrar. Neste caso os cientistas aproveitaram para carregar o veículo com o lixo da estação espacial e fizeram-no desintegrar em zona que não afectasse a nossa atmosfera.
A fotografia foi tirada a partir da estação orbital e vê-se a desintegração e a terra. 

Comentários