NOITE SOLIDÁRIA


Duas crianças, BRUNA e MARCO, portadoras de uma doença rara, Neuropatia Sensitiva - tipo II, precisam e muito de ajuda.

Com esse intuito, irá decorrer no próximo Sábado, 11 de Outubro no Pavilhão Stella Maris em Peniche, uma Noite Solidária com o Grupo Gerações Unidas. 

Apela-se à sua presença.

7 comentários:

  1. Este espetáculo não se realizou no pavilhão mas sim no auditório para uma causa muito nobre.
    Já assisti a vários musicais no auditório do “Stella Maris” e quero dar os parabéns ao Sr Quim Zé e a toda a sua equipa que tanto tem feito pela cultura em Peniche.
    Neste dia 11 o espetáculo foi muito bonito, no entanto, penso ser importante ressalvar que existe uma desproporcionalidade entre cantores e artistas.
    O Vitor Marques canta bem mas já esteve melhor, talvez pelo facto de cantar tantas músicas e de uma forma exagerada em exprimir as melodias, (O espetáculo é praticamente todo dele).
    Uma nota importantíssima para a cantora Carmen que canta divinamente bem, não desafina, tem presença e é detentora de uma lindíssima voz. Oxalá cantasse mais, pois dá gosto ouvi-la. Espero que o Sr Quim Zé não a perca de vista e não a deixe escapar pois em breve será convidada para outros lados e será uma perda incompreensível para quem assiste e gosta destes musicais.
    Também as partes de comédia são muito engraçadas mas quase inexistentes. Uma palavra para o Sr Zé Manuel que representou de uma forma excelente, tem muito talento e esforça-se por manter o nível de qualidade na cena. Coisa que alguns dos intervenientes teimam em não fazer.

    ResponderEliminar
  2. Eu também adorei a Carmen.
    Acho que é injusto não lhe darem mais musicas. Todas as pessoas com quem me cruzo dizem o mesmo. É tudo para o Vitor, ele canta mais de 20 canções é demais.
    O espetáculo precisa de renovação e o sr Bagira também canta muito bem e devia cantar mais.
    Não gosto quando comem (alguns) o microfone e sai uma voz grossa e horrivel.

    ResponderEliminar
  3. Hoje assisti a mais uma cena deplorável. Fiquei de boca aberta. O Vitor partiu mesas, arranhou-se todo e insultou as pessoas que trabalham na paróquia(Padre Pedro Incluido). O Sr Joaquim José foi para o hospital. Uma vergonha! Alguém tem que por cobro a isto. É toda a paróquia que está em causa. Afinal o que se passa?! que ninguém dá um fim a isto?
    Todos nos interrogamos; O que é isto afinal?
    Tenham respeito pois são adultos e isto que hoje se passou é indecente!!!

    ResponderEliminar
  4. T.
    Mas por que carga de água é que temos que levar com a Quélia que canta tão mal?
    Quem lhe disse que ela cantava bem?
    E agora como se não bastasse, ainda levamos com a Deolinda que já cantou bem mas neste momento até nos dá uma aflição ouvi-la.
    Não percebo esta insistência em impingir coisas que não agradam às pessoas.
    Com vozes bonitas parece que é melhor colocar as pessoas na prateleira e obrigar as pessoas a ouvir coisas tão mal cantadas.
    Será medo ou conveniência?
    Respondam senhor Quim Zé e Sr. Vitor.

    ResponderEliminar
  5. Muito tem sido feito para mediatizar o sr Quim Zé. O sr Paulo Gonçalves tem feito um trabalho único de promoção destes musicais. Eles estão no Facebook, You tube, Meo kanal. Será que o sr Joaquim José silva Que adora protagonismo sabe reconhecer tudo o que o sr Paulo tem feito em prol da sua causa? Será que já se apercebeu do grande amigo que ele tem sido? ou por ventura prefere falar mal nas suas costas como tem feito com tantos outro?
    Paulo nem tudo o que reluz é ouro e nem sempre as pessoas são tão nossas amigas e nem merecem que as tratemos como tal.

    ResponderEliminar
  6. Um espetáculo muito bom de assistir. Ressalvo no entanto que não consigo perceber como é que se dá um mítico fado “Povo que Lavas no Rio”, que nos habituámos a ouvir na fabulosa e única voz de Amália Rodrigues, para ser cantado na voz de um homem como o Vitor Marques, que a meu ver arruinou todo o fado, e que nunca cantará como uma mulher. Não se percebe que, tendo no elenco uma voz perfeita para o fazer, que é a da Carmen, se tenho ido por esta má opção. Até parece que não têm vozes femininas na revista. Uma nota de excelência para o Sr. José Manuel que é um profissional nato, ele é mesmo grande, não o percam também. O Vitor esteve bem na comédia. O cantor que definitivamente se destaca é a Carmen que tem a melhor voz de todas. É um desperdício não ser aproveitada… a propósito quem teve a infeliz ideia de lhe dar aquela música horrenda “A Capital da Caldeirada” e que ela demostrou cantá-la tão bem? Logo aqui se viu a sua qualidade. Detesto a música da Soraia e do surf. A Quélia está melhor, o Bagira canta bem e a Andreia continua a berrar. O resto é para encher. Não se percebe o que diz o Quim Marques. O Wilson pode fazer de tudo menos de pescador (com aquela vozinha) Estas coisas têm que ser vistas. Ps: a Margarida tem muito talento e faz tudo muito bem, (aquela marioneta está um show) a Carla (boneca de trapos), pelo contrário mostra estar de pouca vontade na revista. Espero que o Sr Quim Zé reflita e faça as devidas alterações para assim, tornar a caldeirada no espetáculo de eleição que ainda pode ser, pois no conjunto o espetáculo está muito bom.


    ResponderEliminar
  7. Concordo com tudo. Existem coisas muito graves com estes dois senhores

    ResponderEliminar

Este blogue não responde a comentários anónimos e apenas responde a perguntas dos comentadores.

QUE SAUDADE!!!!!!!

Cartão de Visita do Facebook