NÃO SERÁ ALTURA DE MUDAR A CASSETE?


Lisboa e Peniche vão preservar memórias de cadeias políticas
Protocolo assinado entre as duas autarquias tem como objectivo a promoção do estudo, preservação, valorização e divulgação da memória histórica associadas a estas cadeias.

NOTA PESSOAL -
A nossa Câmara, ou melhor, o Partido Comunista Português, resolveu, mais uma vez, recarregar a bateria do ferrete que Peniche carrega, através da cadeia política que o povo de Peniche não pretendeu e que, também, naquela época, abusivamente nos foi imposta.
Agora que a Europa se debate com o problema dos refugiados de guerra e porque no mesmo espaço, onde estiveram 40 presos políticos, foram enclausurados 400 refugiados, no período de 1977/1982, com origem nas nossas antigas colónias, e como consequência da política de entrega a qualquer custo daquelas parcelas de território, de que o Partido Comunista não está isento de culpa, a nossa Câmara não teve a ideia de ali instalar alguns dos actuais refugiados, dando ao local a oportunidade de resgatar a imagem denegrida que procuram manter.
Certamente os actores locais do Partido Comunista não ficariam bem colocados perante os seus superiores. É que há certas "memórias históricas" que não interessa preservar.

Comentários