A NOSSA CIDADE


A entrada norte da nossa cidade continua com o traçado e desníveis de terreno com que ficou quando da abertura da estrada marginal (60 anos?). Mais uma vez acabaram de lhe dar um banho de alcatrão deixando tudo na mesma. Já é tempo de se melhorar aquela entrada por onde acedem muitos dos visitantes que nos procuram. Não sou especialista na matéria mas a imagem que publico pretende dar uma ideia do que se pode tentar. A existência de uma rotunda permite evitar excessos que se praticam com muita frequência em termos de velocidade, daria a oportunidade de se embelezar o local com arranjo floral ou outro, complementando com a instalação de lancis, passeios definidores da zona utilizável por peões e a instalação de candeeiro com quatro luminárias para lhe retirar a ideia de se haver chegado a uma aldeia retrógrada. Parece que paramos no tempo, aliás, toda a cidade dá a ideia de uma quinta em que os avós conseguiram fazer atingir um certo progresso, os filhos apenas cuidaram de explorar o que havia e os netos estão a hipotecar para pagar as dívidas contraídas com jogos de casino e permanente festança.

Comentários