FOSSO DA MURALHA


Voltando ao que referi no escrito que publiquei a propósito da sessão de apresentação do projecto para o fosso.

Quando referi a hipótese de utilização parcial do espaço dos armazéns da Câmara como modo de evitar a continuação do parque de estacionamento na área onde hoje existe (frente aos Bombeiros) tenho dois objectivos:
1º - Evitar que a nossa cidade continue a ter um dos acessos principais através da travessia de um parque de estacionamento e antes se fizesse através de uma área tratada e com equipamentos que tornassem o nosso hall de entrada numa zona que convidasse a que aqui voltassem. A tal sala de visitas.
2º - Se for concretizada a ideia de manter ali o parque de estacionamento vamos continuar a ter na zona o aspecto de chiqueiro que têm hoje, e sempre tiveram, os armazéns da Câmara.

Por isso, o alvitre de utilizar, numa primeira fase uma parte dos armazéns, como as imagens que publico procuram elucidar, é tendo em vista que, numa segunda fase, a Câmara viria a transferir o resto para local mais próprio para aquela utilização, entregando à população a totalidade do espaço que ali ocupa.

Defendo a ideia de não deixar que, mais uma vez, esta importante obra, para a nossa cidade, nasça torta.

Comentários