PORTUGAL PODE TER DE DESLOCAR POPULAÇÕES DEVIDO À EROSÃO COSTEIRA




"Em alguns sítios não temos outra solução a médio prazo que não seja deslocar populações", admite o secretário de Estado do Ambiente e do Ordenamento do Território, referindo-se ao crescente problema da erosão costeira em várias zonas do país e à progressiva elevação do nível do mar motivada pelas alterações climáticas.
Pedro Afonso de Paulo explica que Portugal não tem dinheiro para fazer paredes de betão semelhantes às que foram feitas na Holanda para funcionarem como diques e protegerem as populações da invasão da água do mar. Nesta altura, cerca de 30 por cento da costa portuguesa está sujeita a "muito forte erosão", acrescenta.


Notícia do Sítio Portos de Portugal

Nota – O istmo da península de Peniche é extremamente vulnerável a esta acção de desgaste e, curiosamente, nele estão implantados os principais polos da nossa actividade económica e socorro às populações. É bom que se tomem medidas em devido tempo, facto que me parece estar arredio das mentes dos nossos responsáveis. Continuamos a seguir a política do QUEM VIER ATRÁS QUE FECHE A PORTA.

Comentários