UMA VEZ MAIS OS PROTOCOLOS QUE A CÂMARA ASSINA


455/2013 – Minuta do protocolo a celebrar entre o Município de Peniche, o Partido Comunista Português e a União de Resistentes Antifascistas Portugueses, que tem por objecto a dinamização de um programa local evocativo da fuga de Álvaro Cunhal da Fortaleza de Peniche, a decorrer naquele espaço, nos dias 3 e 4 de Janeiro de 2014, contemplado três iniciativas: a instalação de exposição permanente sobre as condições prisionais nesta cadeia; a recuperação da célula de Álvaro Cunhal; a recriação da fuga colectiva de 1960, com registo audiovisual da mesma; e a realização de um comício com animação cultural.”

NOTA PESSOAL – Tenho dificuldade em compreender o que acima está descrito, pelo tipo de descaramento que representa a mistura de alhos com bugalhos. Que se volte a fazer a cena teatral representativa da fuga pode considerar-se uma evocação histórica de um facto real em que tomam parte os que entenderem, agora a realização de um comício partidário com o nosso povinho a pagar é que raia o cúmulo do descaramento.

No caminho abaixo pode ler-se a acta da câmara nº 20

Comentários