Reserva marinha liderada pela comunidade vê lagostas prosperar


Encontro:
03 de Outubro de 2016
Fonte:
University of York
Resumo:
O primeiro e-protegida totalmente única reserva marinha na Escócia está a revelar-se altamente benéfico para a conservação marinha e das pescas, com lagostas mais do que dobrando em número e aumentando de tamanho.
Eles descobriram que a protecção na reserva marinha foi benéfica para lagostas, com sua densidade, comprimento e peso a ser maior que a encontrada em outros locais. As capturas de ovas de lagostas do sexo feminino também foram duas vezes mais altas na reserva, e estas fêmeas realizam uma média de 22 por cento mais ovos, aumentando o potencial de criação de animais.
Estudos de marcação também mostram que as lagostas estão se espalhando para fora da reserva marinha em número crescente, aumentando assim a pesca local.
NOTA PESSOAL – Como estarão a evoluir os percebes, que a nossa Reserva da Berlenga tem como mira preservar?


https://www.sciencedaily.com/releases/2016/10/161003092610.htm?utm_source=feedburner&utm_medium=email&utm_campaign=Feed%3A+sciencedaily%2Fplants_animals%2Ffisheries+%28Fisheries+News+--+ScienceDaily%29

Comentários

  1. Caso nunca visto. Reserva com pesca profissional intensiva é de bradar. Falando com estrangeiros nunca encontrei um que entendesse esta aberração.

    ResponderEliminar

Enviar um comentário

Este blogue não responde a comentários anónimos e apenas responde a perguntas dos comentadores.