A TÚNICA DE CRISTO TAMBÉM FOI JOGADA AOS DADOS





O título que escolhi para este apontamento foi-me sugerido pela imagem do que se está a passar à volta da disputa de espaço na nossa fortaleza, nem sequer falta a figura do “Pilatos” a lavar as mãos.

Vem o arquitecto Siza Vieira e faz uma maqueta do que pensa venha a ser preciso para construir uma pousada , depois a URAP – União de Resistentes Antifascistas Portugueses parece que também já está a marcar a sua fatia de utilização, entretanto o movimento cívico “Não Apaguem a Memória” também acha que deve mandar qualquer coisa, apenas o povo de Peniche não tem, pelo visto, nada a dizer, uma vez que o “Pilatos”, aliás, a Câmara e o Presidente resolverão tudo, se possível a contento dos interessados que se apresentam, e depois dirão ao submisso povo de Peniche o que foi decidido.

Ora vejam, meus caros concidadãos, se não é perfeita a imagem dos Romanos a jogarem aos dados a Túnica de Cristo. Será que não temos nada com isto? Será que a nossa fortaleza não merece um plano de utilização consentâneo com os interesses e a vontade de todos nós? Será que, quando elegemos a Câmara e Assembleia Municipal, assinamos um cheque em branco a um grupo de iluminados para disporem, a seu belo prazer e em satisfação de estranhos à nossa Terra, do património que é nosso?

É caso para, para além de atentos, passarmos á condição de actuantes.



Comentários