A NOSSA OBRA DE SANTA ENGRÁCIA



Sempre que se passa junto do estaleiro de construção da nossa nova biblioteca caímos na tentação de pensar que o nosso país e, portanto, a nossa terra, devem ser o paradigma do desleixo. Esta obra, que começou há tantos anos que nem dá para recordar, continua parada causando vários prejuízos à população. Desde logo privando-a de utilizar um edifício já com um elevado nível de investimento, quando a nossa pequenina biblioteca lá se vai debatendo com a evidente falta de espaço, governando-se com a sua pequena garagem e a voluntariedade de quem a dirige. E nem interessa sequer averiguar onde está a origem deste desleixo, porque o que está profundamente errado é aquilo que está a acontecer.

3 comentários:

  1. É caso para dizer que a construção desta biblioteca dava um livro.

    ResponderEliminar
  2. O problema é sempre o mesmo! Dinheiro. Não há dinheiro náo há palhaço (construção).

    ResponderEliminar
  3. Só näo avança porque o povo não reclama!!

    ResponderEliminar

Este blogue não responde a comentários anónimos e apenas responde a perguntas dos comentadores.

PRAZER SILENCIOSO!

O anoitecer da nossa ilha são momentos de prazer silencioso!

Cartão de Visita do Facebook