OS NOSSOS MARCOS EM QUEDA



As imagens reproduzidas representam uma situação, a meu ver, triste, o desaparecimento dos nossos marcos. Um, enquanto lota, era o coração da actividade principal da nossa terra, o local à volta do qual tudo girava, o outro, um símbolo do progresso atingido, porque em 1931 poucas terras tinham a distribuição domiciliária de água assegurada. É mau quando desprezamos os marcos do passado, talvez esteja nisto um primeiro símbolo da nossa decadência.
Como se observa, o primeiro foi demolido e o segundo está a aguardar, porventura, a mesma sorte.

Comentários

  1. Um povo que deixa esquecer o seu passado, é um povo condenado ao fracasso do seu Futuro.

    ResponderEliminar

Enviar um comentário

Este blogue não responde a comentários anónimos e apenas responde a perguntas dos comentadores.