SOBRE A NOSSA FORTALEZA


Quando vi anunciada a ideia do governo de abrir à gestão privada alguns dos imóveis que mantém na sua posse, há muitos anos em regime de degradação permanente, e que, desses imóveis, constava a fortaleza de Peniche, fiz o propósito de aguardar a reacção que aí viria por parte do Partido Comunista.

E, só tive que esperar um dia, logo surgiu o partido em questão a reclamar contra tal hipótese, argumentando que “a política do património não pode estar sujeita ou subordinada ao ‘mercado’ e à política de turismo”, pois não, no caso a nossa fortaleza tem que continuar, como até aqui, exclusivamente ao serviço do Partido Comunista.

E prosseguem “Pelo simbolismo que encerra, não podemos deixar de criticar de forma veemente o facto de o Governo ter colocado nesta lista a Fortaleza de Peniche, ignorando a importância histórica e cultural de um espaço onde não é possível conciliar a actividade hoteleira e turística com a necessidade de preservar integralmente as suas características prisionais históricas”, pois é, só que a fortaleza de Peniche antes de ser transformada em prisão política, sem que o povo de Peniche fosse ouvido, já havia sido uma das mais importantes peças da defesa do nosso território, logo, não se percebe porque terá, no seu todo, que continuar sujeita a manter as suas características prisionais históricas, então e as outras características?

Não basta o núcleo prisional que lá tem, com a especial incidência na cela do Dr. Álvaro Cunhal, quando por lá passaram outros detidos de maior relevância para o nosso país, na minha opinião.

Portanto já conhecemos a posição do Partido Comunista, agora vou ficar expectante acerca da posição dos Penicheiros, porque são esses que têm que decidir sobre as coisas que lhe pertencem.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Este blogue não responde a comentários anónimos e apenas responde a perguntas dos comentadores.

QUE SAUDADE!!!!!!!

Cartão de Visita do Facebook