ABALADA DA PRAIA DOS CÃES





A abalada da praia dos cães, que nada tem a ver com a “Balada da Praia dos Cães de José Cardoso Pires”, refere-se à praia dos cães que parece ter abalado por completo, embora por lá tenham subsistido uns restos a enferrujar, nomeadamente uma excelente estrutura de bancada. 

Passado mais um acto folclórico para gerar fotografias para a imprensa, sempre disponível para dar cobertura a estas idiotices, regressamos à normalidade da nossa praia do Porto da Areia Norte, como era de esperar.

Agora ficamos a aguardar que volte cá mais um idiota, digo eu, secretário de estado com mais uma brilhante ideia, que nós, penicheiros, cá estaremos, sempre disponíveis, para pagar mais uma festa.

Ao que parece o uso da praia era muito duro para os donos dos utentes, que eram inseparáveis dos seus possuídos pelo uso obrigatório de trela e, dada a ausência de qualquer instalação sanitária, se viam obrigados a alçar a perna sempre que a necessidade apertava, coisas não previstas.

Comentários