Mensagens

A mostrar mensagens de Abril, 2008

EM 11 DE JANEIRO DE 2005, DIZIA "ELEMENTOS PARA A HISTÓRIA DO CLUBE NAVAL DE PENICHE"

Imagem
O Clube Naval de Peniche nasceu com o fim de apoiar a Câmara Municipal de Peniche, então da presidência do senhor António da Conceição Bento, na organização de um campeonato europeu da classe MOTH.

Foi seu primeiro presidente e grande dinamizador da iniciativa o senhor Dr. Fernando Nolasco da Silva, tendo como colaboradores mais imediatos o snr. Dr. Mário de Almeida Braga e o senhor Fernando Fragoso.

Foram seus sócios fundadores os senhores:
Fernando Nolasco da Silva, António da Conceição Bento, Mário de Almeida Braga, Fernando Fragoso, José de Almeida Braga, José Fernandes Bento, João Maria Conceição, Francisco de Jesus Salvador, Francisco Alexandre Vidal Franqueira, e Luís Gonzaga Correia Peixoto.

A organização do Campeonato Europeu da Classe Moth teva como base a Câmara Municipal de Peniche e, como elemento ao serviço da câmara, foi secretariada pelo senhor Carlos Manuel Carneiro Costa e Sá.

Estiveram presentes vários clubes representantes de Portugal, Espanha, França, Itália e Ma…

EM 02 DE JULHO DE 1998, DIZIA "PESCA: ESSA BARCA AGONIZANTE"

Imagem
É triste ver passar essa barca agonisante, sem se saber em que porto ou escolho vai naufragar, arrastando-se minada por tantos vermes que alberga no bojo e tantos parasitas que lhe sugam o casco. E ao vê-la ficamos com o sentimento de que ela não tem força para se sacudir e expelir os parasitas que a sugam e muito menos conseguir gerar os anticorpos que acabem com os vermes que lhe minam as entranhas. Se fizermos uma verdadeira reflexão e, se possível, um isento diagnóstico ao estado da barca, chegaremos, porventura, à conclusão de que, por cada agente produtivo que ainda nela labutam, não serão menos de três ou quatro vermes e parasitas, que lhe sugam o produto da sua actividade, que tanta falta faz para compensar devidamente quem nela trabalha e quem nela poderia investir, chegando-se à conclusão de que a agonia parece inevitável. Porquê tanta repartição em actividades distintas como, a pesca do cerco, a pesca das redes de emalhar, a pesca do anzol, a pesca dos covos, a pesca dos a…