A RAZÃO DE SER DOS NOMES (3)



Baleal, Atouguia da Baleia, Porto de Lobos, Água Doce, Salgados, Ponte da Lagoa, Rio, Ribeira, Cambôa todos estes nomes, correspondentes a locais do nosso concelho, têm a sua razão de existir, compete-nos a nós encontrar a sua explicação e deixar a memória aos nossos vindouros para que a história não se perca.

Ponte da Lagoa –
Quando o Rio de São Domingos ficou prisioneiro do assoreamento que veio a constituir o istmo que liga Peniche a Atouguia da Baleia passou a desaguar numa lagoa que se formou onde, hoje, é a Quinta dos Salgados e, como acontece com o sistema de lagoas, havia épocas em que rompia para o mar. Para garantir a passagem para o sul do concelho houve que improvisar uma ponte que, na sua versão moderna, ainda lá está e é conhecida como Ponte da Lagoa.

Salgados (Quinta dos Salgados) –
Naquele local existiam um conjunto de propriedades pertencentes aos Condes de Atouguia, que foram considerados co autores da intentona contra o rei D. José I e, como represália, o Marquês de Pombal terá ordenado que salgassem aquelas propriedades para que ficassem improdutivas. Esta é uma versão que alguns defendem, outra, mais plausível, é que na ligação da lagoa com o mar a troca de aguagem tornou, durante algum tempo, aquela área de terrenos salgadiça. De qualquer forma a zona passou a designar-se de Salgados.

Peixe-gota eleito o animal mais feio do mundo


Parece um velhinho narigudo, de cara triste e bochechas flácidas. Foi este aspecto desgraçado e gelatinoso que valeu ao peixe-gota (Psychrolutes marcidus) o título de animal mais feio do mundo, atribuído num concurso destinado a chamar a atenção para as espécies ameaçadas.

O SENHOR ANTÓNIO “CARNEIRINHO”


Há gente que passa ao lado de pérolas e, nelas, apenas vê inúteis calhaus.
 Nesta frase pretendo resumir o que representou para mim e para muitas centenas de utentes do porto de recreio da nossa terra, a presença do Snr. António Carneirinho como vigilante e encarregado do mesmo. De seu nome António Martins Nobre, pescador, mais de 40 anos de mar, foi admitido ao serviço do CNP onde esteve 17 anos. Durante estes 17 anos colocou ao serviço dos utentes do porto de recreio todo o seu saber acerca das amarrações, da construção de artes de pesca, dos nós, etc., e ainda a sua experiência como conhecedor dos perigos que o mar encerra, que terão sido adquiridos, como é hábito, através de muitos sustos porque passou, bem como das condições do tempo que aí vinha. De trato afável e sempre disposto a dar a ajuda necessária o Snr. António foi granjeando a amizade e simpatia de todos.

Um dia esta figura foi substituída por uma câmara de vídeo vigilância.

VAMOS VOLTAR A SER ILHA?

Fonte – Jornal de Notícias

“Mesmo que se façam reduções na emissão de gases de estufa para diminuir a temperatura do planeta, o nível das águas do mar vai continuar a subir e 10% da população mundial será afectada.
Um grupo de cientistas dos Estados Unidos e da Austrália argumenta que o aumento do nível das águas do mar já não pode ser parado, pelo menos nas próximas centenas de anos.
Os investigadores afirmaram à "Nature Climate Change", uma publicação sobre mudanças climáticas, que mesmo que se façam reduções muito significativas de emissão de gases de estufa não será suficiente para impedir a subida do nível dos mares.
No entanto, reduções drásticas na emissão de gases poderiam abrandar a subida, dando algum tempo às populações para se adaptarem às novas condições climatéricas.
A subida do nível dos mares afecta  aproximadamente, 10% da população mundial, que habita em áreas costeiras, ou em arquipélagos, como as Caraíbas e as Maldivas.
Uma das questões que torna esta alteração climática difícil de controlar é que mesmo que haja uma descida da temperatura global, incluindo à superfície dos oceanos, o calor acumulado no fundo dos mares faz com que a água se expanda, elevando o nível das águas do mar. O degelo que se verifica, por exemplo, nos pólos, vem piorar a situação.
As pesquisas que têm sido feitas indicam que o aumento na emissão de gases de estufa é responsável pelo aumento das temperaturas, assim como pela subida do nível do mar, à medida que os glaciares e as calotas polares foram derretendo.
Um novo pacto sobre o clima global, a entrar em vigor em 2020, está a ser negociado por mais de 180 países, para obrigar os aderentes a cortar emissões de gases de estufa.”

Nota - Está provado que o destino da nossa terra é voltarmos a ser ilha. Agora já se percebe porque há muito pouca gente interessada no seu desenvolvimento.

Passeio da Arméria

Notas:
1.Passeio pedestre gratuito, aberto a toda a comunidade e também a cãominhantes;
2.Iniciativa realizada em circuito circular com partida e chegada junto da urbanização Gilmafacho (situada próximo do acesso à Praia da Gralha), com cerca de 10 km de extensão e dificuldade média, sendo a parte mais exigente a zona de pedras soltas até ao local onde se observará os ouriços-do-mar e a posterior subida até ao topo da falésia;
3.É indispensável levar comida/bebida para manhã e almoço, vestuário e calçado adequados;
4.É aconselhável levar máquina fotográfica / binóculos;
5.A organização não se responsabiliza por qualquer acidente que possa ocorrer.

Evento proposto pelo caminhante António Silva

LEMBRANDO A FIGURA DE MONSENHOR BASTOS


Amanhã será inaugurado o memorial a Monsenhor Manuel Bastos Rodrigues de Sousa, foi uma iniciativa paroquial que foi erigido em local bem próximo de algumas das suas realizações.

Todos conhecemos a sua maneira modesta de viver e a forma como sempre foi despido de honrarias e daí, porventura, a ideia do memorial instalado em local, a meu ver, um pouco apagado.

Mas a sua grandeza de alma e a obra que concretizou a favor da população desta terra, em especial na época que o fez, têm uma relevância de tal ordem que o povo desta terra não pode ficar satisfeito com a homenagem que lhe vai ser prestada e tem obrigação de, por sua própria iniciativa e contrariando o que seria o querer do Monsenhor, promover o aparecimento da estátua instalada no local bem visível, a rotunda da avenida com o seu nome, a reflectir não só a grandeza da figura como ainda a grandeza do reconhecimento que a população de Peniche lhe deve.

Nova previsão do oceano poderá ajudar a prever existência de peixe com seis meses de antecedência







"Ser capaz de prever a futura expansão de fitoplâncton, temperaturas do oceano e os eventos de baixa de oxigénio poderiam ajudar os gestores das pescas", disse Samantha Siedlecki, uma cientista de pesquisa no Instituto Joint-base de UW para o Estudo da Atmosfera e Oceano.
"Esta é uma experiência para produzir o primeiro sistema de previsão sazonal para o ecossistema do oceano Estamos entusiasmados com os resultados iniciais, mas há mais para aprender e explorar sobre esta ferramenta -., Não só em termos da ciência, mas também em termos de sua aplicação ", disse ela.

Em Janeiro  quando o protótipo foi lançado, ele previu anormal baixa de oxigénio neste verão na costa olímpica. Pessoas zombaram. Mas quando uma mancha de baixo oxigénio incomum se desenvolveu ao largo da costa de Washington, em Julho, alguns cépticos começaram a tomar a ferramenta mais a sério. A nova ferramenta prevê que a tendência de baixa concentração de oxigénio vai continuar e piorar nos próximos meses."

Nota - Para podermos vir a beneficiar destas novas ferramentas ao serviço das pescas, como é do interesse da nossa terra, é preciso haver gente, integrada no sector, com competência para as interpretar e usar. É aqui que devia funcionar a nossa Escola Superior de Tecnologia do Mar, se estivesse ao serviço dos interesses para o desenvolvimento da comunidade onde está inserida.

O CANCRO NAS CRIANÇAS



Cancer Awareness Month Infância
USA.gov enviado este boletim em 2013/09/07 06:00 BRT
Os cânceres mais comuns em crianças são diferentes dos tipos de câncer mais comuns em adultos. Mais da metade dos casos de câncer na infância são as leucemias e câncer de cérebro e do sistema nervoso central. Durante o Mês da consciência do cancro da infância, visite o Instituto Nacional do Câncer para:

Visite MedlinePlus para recursos adicionais sobre o câncer infantil. Os tópicos incluem lidar, nutrição e finanças. Se você está à procura de seguros de saúde, lembre-se que o novo mercado de Seguros de Saúde começa a matrícula em 1 de outubro de 2013 para a cobertura a partir de 1 janeiro de 2014.

Rede de Informação do Governo Powered By GovDelivery




Nota - Sem querer denegrir o excelente trabalho desenvolvido pelo IPO - Instituto Português de Oncologia, instituição a que muito devo e muito respeito, pretendi com esta publicação acrescentar mais informação, para além daquela que aquele instituto e seus colaboradores fornecem.
Este é um boletim do governo americano, sobre saúde, que recebo regularmente. 

A RAZÃO DE SER DOS NOMES (2)



Baleal, Atouguia da Baleia, Porto de Lobos, Água Doce, Salgados, Ponte da Lagoa, Rio, Ribeira, Cambôa todos estes nomes, correspondentes a locais do nosso concelho, têm a sua razão de existir, compete-nos a nós encontrar a sua explicação e deixar a memória aos nossos vindouros para que a história não se perca.
Rio:
As pessoas do meu tempo (77 anos) recordam-se de ouvir, quando tinham 6/7 anos, os velhos de então usarem a expressão “Vem aí vendaval, vou resguardar o barco no RIO”.
O que era o rio, era aquela área molhada hoje em frente à Câmara Municipal e a outra que hoje pertence ao fosso da muralha na zona do Baluarte da Misericórdia, onde desaguava o Rio de São Domingos e que ficou a permitir a continuidade de um braço de mar abrigado dos vendavais pela Ponta da Investida, que era uma afloração rochosa situada, umas dezenas de metros, antes do local onde foi construída, recentemente, a eclusa.
Ribeira:

O antigo porto de pesca, desenvolvia-se no local onde hoje está instalado o Salva-Vidas e também aí houve a influência do Rio de São Domingos no seu caminhar para o actual ponto onde hoje desagua, deixando a designação de Ribeira para aquele local.

PRAZER SILENCIOSO!

O anoitecer da nossa ilha são momentos de prazer silencioso!

Cartão de Visita do Facebook