O DEALBAR DAS ELEIÇÕES


Passado que está mais um acto eleitoral na nossa cidade, é tempo de reflectir no que foi o resultado pessoal de cada um dos que se candidataram a ocupar um lugar, qualquer que seja, entre aqueles que irão assumir o compromisso de a governar.

Então, aqueles que se convenceram que para alcançar o tal desejado lugar bastaria mostrar a sua voluntariedade, e com alguns textos, mais ou menos, bem desenhados, aliados à sua formação teórica da política efectiva, como aqueles, já repetentes, e que, apesar dos erros cometidos, bastaria pensar que, quem vota, os vê como a si se julgam, tiveram a oportunidade de constatar que, afinal não é bem assim, tal como os outros que, tendo alcançado a sua eleição, deverão pensar que, os que neles confiaram o fizeram na base da confiança, neles depositada, de que vão cumprir o compromisso assumido sob pena de que no futuro os eleitores serão implacáveis.

Tudo o que aqui se pondera está relacionado com alguns princípios:
A honestidade anteriormente demonstrada.
A capacidade de executar o prometido.
A experiência necessária para o exercício do cargo.

Aos partidos políticos e àqueles que estão mandatados para os representar é bom que ponderem nos mesmos princípios, aplicando-os na obtenção do bem comum e não na conveniência de algumas clientelas, bem como no facto de que não há eternos iluminados para o desempenho de determinadas funções. 

DINOSSAUROS E PALEONTOLOGIA DA REGIÃO OESTE









Mais um colóquio em parceria com a Arméria – Associação Ambientalista e o nosso clube permitiu que assistíssemos a uma entusiástica e esclarecedora palestra sobre Dinossauros e a Paleontologia da Região Oeste, proferida pelo Snr. Prof. Dr. Octávio Mateus natural da vizinha Lourinhã, onde colabora com o museu local, sendo, também, professor da Universidade Nova de Lisboa.

O Snr. Professor, para além de nos transmitir os seus conhecimentos de forma a que todos pudemos perceber a importância do assunto que abordou, salientou a importância que a nossa região tem a nível mundial, referiu o valor geológico de Peniche, foi mais uma voz importante e conhecedora a chamar a atenção para a necessidade de se preservar e dar a conhecer o contributo que Peniche pode dar no contexto do Oeste e exortou os responsáveis da região a que se constitua uma unidade integrada para oferta, a nível mundial, dos valores que estão espalhados por todos os concelhos do oeste.

Foi, portanto, mais um alerta para que o começo que constituiu o arranjo do Alto do Trovão não fique por aqui, há muito mais a fazer pela nossa cidade, os próximos responsáveis autárquicos têm uma palavra a dizer, sendo recomendável que se aproveitem as sinergias de uma aberta colaboração com os concelhos vizinhos.


Penicheiro, continua atento!


Tenho que considerar que, afinal, não estavas assim tão desatento, essa tua maneira de estar confunde qualquer um, daí que tenha que reconhecer que sabes, pelo menos, observar e marcar aqueles que te traíram. 

Porém, como aconselha a prudência, a cautela e caldos de galinha nunca fizeram mal a ninguém, pode continuar a ser necessário uma acção mais efectiva e atempada.

PRAZER SILENCIOSO!

O anoitecer da nossa ilha são momentos de prazer silencioso!

Cartão de Visita do Facebook