Mensagens

A REUNIÃO SOBRE O FOSSO DA MURALHA

Imagem
Afinal os que estiveram presentes, pelo menos, tiveram a oportunidade de se pronunciar, ainda que de forma vaga e pouco profunda, porque a exposição e o folheto que foi distribuído sobre o tema não ajudaram à formação instantânea de ideias. O Snr. Presidente fez a apresentação inicial e, nela, teve o cuidado de nos informar que o projecto já estava aprovado pelos Snrs. Vereadores, o que, nalguns espíritos, poderá dar a ideia de que estivemos a tomar conhecimento. Este projecto é, como já referi noutras circunstâncias, de primordial importância para a imagem que, no futuro, quisermos dar aos que nos visitam, ele tem que ser a sala de visitas da nossa cidade, por isso, a sua abrangência não deve ser condicionada pelo facto de, no momento, não haver fundos para a sua execução total e imediata, e quando haverá? Se a limitação financeira existe, que se planeie a sua concretização por fases. Já basta o que aconteceu na vigência do anterior executivo que, apesar do foguetório que foi feito,…

GUARITA DA FUZELHA - Era isto!

Imagem
Pois era, agora ficará a faltar o combate à causa de isto ter acontecido e a causa evidente é a falta da areia na praia da Camboa, que permite o rebentamento das vagas contra a muralha, acrescentando a inépcia de quem mandou executar o enrocamento, que abaixo apresento, sem o ter ligado à esplanada, como era o antigo cano do Fialho.

Se esta tão simples obra for executada garanto que a acumulação de areia na Camboa e no Quebrado será um facto e será neutralizada a principal causa.

E a execução da obra será facilitada se aproveitarem estas pedras que colocaram na base da duna e que não têm qualquer acção de protecção, como se pretendeu. Claro que não chegam mas ajudam e ao mesmo tempo liberta-se a praia daqueles mostrengos.

VAMOS OUVIR, OU VAMOS DISCUTIR?

Imagem

À atenção dos algozes da nossa Fortaleza

Imagem

NÃO ESTRAGUEM MAIS A PAPÔA!

Imagem
COMUNICADO DE IMPRENSA “Poluição visual” provocada por mariolas (pequenos montes de pedras) na Papôa – Peniche ENQUADRAMENTO A Arméria é uma associação com quase 19 anos de existência, que valoriza e promove a educação ambiental, através de passeios pedestres em contacto com a natureza e de colóquios com temáticas importantes para a realidade local. Um dos nossos focos de actuação estratégica é toda a zona da Papôa, tendo ao longo dos anos apresentado publicamente a nossa visão para a forma como toda esta área poderá ser preservada e valorizada, numa perspectiva conciliadora de diferentes interesses e sem medidas radicais. Entre muitas outras entidades/pessoas desde há alguns anos que se alertava para a perigosidade do acesso à Papôa, assim como para que a reparação do acesso fosse realizada com uma intervenção “minimalista” com o mínimo de impacto na paisagem, nomeadamente com o recurso a uma passagem em madeira, algo que agora se concretizou. No entanto muito ainda falta fazer para…

NOTÍCIAS DA NOSSA FORTALEZA

Imagem
Aqueles "senhores" que compraram a nossa fortaleza já têm projecto da obra que ali vão levar a efeito.
Você povo de Peniche, se quiser tomar conhecimento do que se passa tem que ir ao Museu de Arte Popular, sediado em Lisboa, a terra dos novos proprietários.
Entretanto, se alguém se dispuser a ir até lá, lembre-se de oferecer boleia ao executivo camarário que, ao que parece, não sabe de nada e, provavelmente, gostaria de ficar a par do que se passa.

PAPÔA - Era isto!

Imagem
Era isto! E andamos DOZE!!!!! anos a fazer má figura. Há cabeças quadradas e outras redondas.

ATA Nº 23; 04-06-2018 / Ano 2018 / 472,13 KB. - Câmara Municipal

Imagem
A acta a que acima reporto é a última publicada no sítio da Câmara Municipal.
Como se constata está quase a chegar a três meses de atraso, a devida publicação, e não permite que seja escrutinada a actividade dos eleitos municipais, o que é um direito e, até, um dever dos munícipes.
Por isso fica o meu reparo público, como deve ser feito sempre que se trate de entidades ao serviço do público, na esperança de que sejam tomadas medidas no sentido de se publicarem as actas correspondentes ao último trimestre.
Esta publicação é obrigatória e deve ser feita em tempo útil, para exercer a sua função.

OCEANÁRIO E MUSEU MUNICIPAL

Imagem
Acta nº. 20/2018 REALIZADA NO DIA 14 DE MAIO DE 2018.
Quem tiver a desdita de acompanhar o que se passa no nosso município, através da leitura das actas, constata que a situação da política de esvaziamento da “NOSSA FORTALEZA” vai continuar e, o que é pior ainda, os vossos eleitos estão a considerar o abrir mão da fortaleza como um dado adquirido.
Na referida acta, relativamente à possível instalação de um oceanário e do museu municipal, está, através das sugestões que vão sendo dadas pela generalidade dos vossos eleitos, a ser aceite que, qualquer dos equipamentos, sejam instalados fora da fortaleza.
Acontece que o Museu de Peniche está lá e o oceanário era um dos equipamentos que sempre se “sonhou” ali ser instalado.
A concertina parece estar afinada e, oportunamente, será dito ao povo da minha terra, comam lá e não reclamem, aliás, como tem sido hábito.

A NOSSA BERLENGA

Imagem
As fotografias que acima publico são os exemplos do que se passa, neste momento, na nossa Berlenga.
Uma ilustra o desastre que se seguiu à retirada do chorão, de forma não pensada, que motivou que a Câmara tivesse que colocar as baias de protecção visíveis, em plenos meses de verão e com a imagem que é transmitida aos milhares de utentes que visitam aquele local. Na minha modesta opinião quem retirou o chorão devia ter sido obrigado a proteger a encosta com rede de capoeira para evitar-se este aspecto.
Outra, que representa a Gruta do Espanhol, ilustra o que parece ser a vontade de expurgar a ilha dos mamarrachos existentes, como se lembram havia ali uma obra clandestina e a gruta voltou ao seu anterior aspecto. Espero que seja a expressão do interesse Henriquino para as coisas da Berlenga.

COMUNICADO DA ARMÉRIA

Imagem
COMUNICADO DE IMPRENSA Utilização do Portinho da Areia do Norte como Praia de Uso Balnear Canino / Praia para a Permanência e Circulação de Cães
ENQUADRAMENTO A legislação presentemente em vigor interdita a permanência e circulação de animais nas áreas concessionadas, durante a época balnear, ao longo das 24 horas do dia. O Portinho da Areia do Norte foi escolhido em 2016 para o projecto piloto Verão 2016 – 4PATAS, no âmbito do qual, e por um período experimental, seria permitida a permanência e circulação de cães, obrigatoriamente com trela (e açaime nas raças perigosas). Desde o início a Arméria - Movimento Ambientalista de Peniche, após procurar obter esclarecimentos junto das entidades promotoras, mostrou a sua preocupação e oposição pública sobre este tipo de utilização, com uma argumentação exaustiva e transmitida à comunidade através de comunicados de imprensa, sempre que ocorre a abertura da época balnear. Somos uma associação com quase 19 anos de existência, que valoriza e p…

Sonhe! Faz bem à saúde.

A NOSSA FORTALEZA (CHAVE DO REINO) E O DIA DA MARINHA

Imagem
Passada a espuma das comemorações do “DIA DA MARINHA”, cujos responsáveis nos deram a honra de haver escolhido que se realizasse na nossa cidade, continua a bulir no meu espírito porque ficou de fora um local tão representativo da missão de defessa como é a nossa fortaleza.
Todos sabemos que o título, de que alguns penicheiros tanto se orgulham, “CHAVE DO REINO” está indelevelmente ligado àquele nosso monumento, que em conjunto com o forte de S. João Baptista, na Berlenga, e, naturalmente, com a acção de interligação da Marinha de então, foi atribuído por via de feitos protagonizados pelas três entidades.
Porquê então a nossa fortaleza foi uma ocasional e mera espectadora das festividades levadas a efeito no seu quintal?
Não sabemos, dá para desconfiar se não terá havido alguma intrusão dos ”DDT’ês” (DONOS DISTO TUDO), que entretanto desembarcaram nesta nossa terra.

A NOVA ENTRADA PARA A NOSSA FORTALEZA

Imagem

Governo rejeita furo em Peniche

Imagem
Quando vi a notícia pensei, até que enfim, este governo olha para Peniche em defesa do seu interesse.
Sabendo que a nossa terra é dependente da actividade piscatória rejeita a possibilidade de exploração petrolífera na nossa zona, em preservação do Canhão da Nazaré onde se geram os nutrientes que alimentam os cardumes que pescamos.
Ilusão minha, a continuação da leitura leva-me a deduzir que a única intenção é conseguir mais uma receita com um novo concurso para exploração do furo.
Por vezes temos estas ingenuidades, parece que não conhecemos esta gente.
Leia a notícia em: http://expresso.sapo.pt/sociedade/2018-05-26-Governo-rejeita-furo-em-Peniche
“O contrato inicial assinado em 2007 caducou em 2017. Mas a Galp — a única petrolífera que se mantém no consórcio depois da renúncia da Kosmos, da Repsol e da Partex — procurou prolongá-lo até 2019. A Entidade Nacional para o Mercado de Combustíveis deu parecer positivo, mas o Governo entendeu indeferir, com a argumentação de que se a Galp m…

SOBRE A NOSSA FORTALEZA

Imagem
A QUEM LEVANTA A BANDEIRA DE UMA DELIBERAÇÃO CAMARÁRIA SOBRE A ACTUAL SITUAÇÃO DA FORTALEZA, RECOMENDO QUE LEIA O QUE ABAIXO SE REPRODUZ, PARA VER QUEM RESPEITA AS DELIBERAÇÕES. (Publicado neste blogue em 25 de Abril de 2017) A NOSSA FORTALEZA E A VERGONHOSA ATITUDE DE ALGUNS “penicheiros” Corria o ano de 1984 quando, após imensas sessões da Assembleia Municipal, de que eu fazia parte, onde era focado, muitas vezes, o assunto da futura utilização da fortaleza, foi deliberada a constituição de uma comissão para, através da auscultação do maior número possível de entidades e pessoas, se concluísse uma proposta que servisse de base à constituição de um regulamento orientador da utilização da nossa fortaleza, ao serviço da cidade. Eu, fui um dos elementos indicados pelo Partido Social Democrata. A actividade desta comissão foi, constantemente, boicotada, até pelos elementos que a constituíam, em especial os do Partido Comunista, que funcionaram como meros auscultadores do que se decidia, para…

AO MINISTRO DA CULTURA

Imagem
A prisão política que os políticos de outra época instalaram em Peniche, sem consulta ao seu Povo, apesar de horrível não pode ser comparável com a prisão de Auschwitz, nem com os Goulags que a sua ideologia instalou no território russo, onde sacrificaram 100 milhões de humanos. 
Fazê-lo é dar nota da ignorância dos factos ou, o que é muito pior, é estar a maltratar um povo que não tem obrigação de aturar alarvices. 
Esperei que tivesse reflectido na afirmação que fez, mas vejo que ainda não chegou o justificado pedido de desculpa ao povo de Peniche. 
Nesta época de “democracia” voltamos a ver a nossa fortaleza ocupada por gente que não tem nada a ver com Peniche, dando-lhe o destino que entendem sem ter consultado os penicheiros, começando com ataques deste tipo e sabemos lá como vai terminar. 
Os penicheiros e os políticos penicheiros têm, realmente, culpa do que está a acontecer, porque outra coisa não era de esperar desde há muito tempo e foram calando.

Em 22 de Abril "DIA DO PLANETA TERRA"

Imagem
O Tweet de NASA foi destaque nas notícias

É JÁ AMANHÃ

Imagem
FAZENDO VOTOS PARA QUE O TEMPO PERMITA UMA BOA VIAGEM

AO POVO DA MINHA TERRA

Imagem
A nossa fortaleza continua encoberta por um nublado muro de silêncio.
Volto à liça porque este silêncio me incomoda, já que me parece que os Penicheiros da minha idade já nasceram conformados com a sorte que um grupo de energúmenos destinou para a nossa fortaleza, resta-me apelar à JUVENTUDE DA NOSSA TERRA, não se conformem venham para a rua, ninguém vos pode parar na defesa da justiça, que é como quem diz, 
RECLAMAR PARA PENICHE AQUILO QUE SEMPRE LHE PERTENCEU.
Deixo para vossa ponderação uma frase de um jovem americano, na sua luta pelo controlo de armas.
Christopher Underwood, de 11 anos de idade, falou sobre o irmão, baleado em 2012. Tinha 14 anos. “Na altura, eu tinha apenas cinco anos”.
“Transformei a minha dor e raiva em acção (...) As nossas vidas começam a terminar no dia em que permanecermos em silêncio sobre as coisas que importam”

AS RENDAS DE BILROS ENTRE UMA GUERRA DE ALECRIM E MANJERONA

Imagem
As rendas de bilros são o artesanato mais conhecido do concelho de Peniche. A sua manufactura poderá e é executada em qualquer localidade concelhia usando a terminologia de “Rendas de Bilros de Peniche”. Assim sendo, o Festival da Renda de Bilros de Peniche, sempre albergou rendilheiras de todo o concelho em representação de Peniche.
Recentemente alguém “agalegou” o festival e, convencido que com isso ganhava mais importância internacional, desatou a chamar-lhe “Mostra de Rendas de Peniche”. Sempre houve quem goste de andar a reboque de qualquer coisa.
Todo este intermédio vem a propósito da guerra do “Alecrim e Manjerona” que parece estar a instituir-se na nossa terra em virtude do aparecimento de “Una más mostrazita de encaixes en una poboacion de nuestro concelho”, perdoem-me o espanhol de trazer por casa.
Senhor Presidente da Câmara de Peniche o Festival da Renda de Bilros de Peniche é uma marca pertença do concelho, criada na base histórica da organização anual de um festival de…

PAIXÃO PELAS AVES

Imagem

Para além das Fundações, temos os Observatórios...para assegurar "tachos" para "boys"....

Imagem
NÓS SOMOS MEROS OBSERVADORES, EFECTIVOS PAGADORES, trabalhamos… trabalhamos… trabalhamos para sustentar ...
Depois das Fundações, tínhamos esquecido os Observatórios... Alguns só não têm é funcionários!
Vejam só:
1) Observatório dos medicamentos e dos produtos da saúde 2) Observatório nacional de saúde 3) Observatório português dos sistemas de saúde 4) Observatório da doença e morbilidade 5) Observatório vida 6) Observatório do ordenamento do território 7) Observatório do comércio 8) Observatório da imigração
9) Observatório para os assuntos da família
10) Observatório permanente da juventude 11) Observatório nacional da droga e toxicodependência 12) Observatório europeu da droga e toxicodependência ESTE É UMA AGÊNCIA EUROPEIA DESCENTRALIZADA, NÃO ESTÁ NO ERÁRIO PUBLICO PORTUGUES 13) Observatório geopolítico das drogas 14) Observatório do ambiente 15) Observatório das ciências e tecnologias 16) Observatório do turismo 17) Observatório para a igualdade de oportunidades 18) Observató…

VAMOS LÁ APRENDER A CONDUZIR!

AS NOSSAS ÁRVORES FORAM TRATADAS

Imagem
Finalmente alguém se lembrou delas de forma positiva e deu-lhes a importância que qualquer merecia, porém, estas já existem há mais de setenta anos.
Desta vez não lhes fizeram um ataque nuclear de destruição, como aconteceu com as que existiam mais próximas do Alto do Vilas, pontos de vista ou sensibilidades!
Pela minha parte, um sincero agradecimento.

REUNIÃO SOBRE SOBREPESCA

Imagem
COMO VER Quatro anos após a entrada em vigor da Política Comum de Pesca (PCP) reformada, o prazo 2020 para acabar com a sobrepesca nas águas da União Européia está rapidamente se aproximando. Na quarta-feira, 21 de fevereiro de 2018, junte-se a um webcast ao vivo da Conferência de todos os dias do The Pew Charitable Trusts, "Countdown to 2020: Até que ponto a UE vem acabar com a sobrepesca?" Em Bruxelas. O orador principal será Karmenu Vella, comissário da UE para ambiente, assuntos marítimos e pescas, e o evento reunirá especialistas de toda a Europa: • Políticos. • Líderes da indústria. • Ambientalistas. Discutiremos os progressos realizados na implementação da PCP e medidas adicionais para garantir uma pesca sustentável até 2020. VEJA O PROGRAMA
TRATA-SE DE ASSUNTO QUE DIZ RESPEITO À NOSSA TERRA

HUMANIDADE

Não há palavras!

AS ACTAS DA CÂMARA

Imagem
18) Fortaleza de Peniche – Pelouro da Cultura: --------------------------------------------------------- Deliberação n.º 1437/2017: O senhor Presidente da Câmara deu conhecimento do ponto de situação do processo referente à Fortaleza de Peniche.
No dicionário e para quem sabe português:
Deliberar – Resolver; Decidir;
Nem o senhor Presidente nem a Câmara deliberaram nada, o senhor Presidente informou.
Estamos perante a informação nº tal, se quiserem.
O que se passa relativamente à nossa fortaleza e Museu Municipal continua no segredo dos deuses, que têm a exclusividade da informação.

O MUSEU DE PENICHE e o encerramento da fortaleza

Imagem
Já vai passando algum tempo e, o elenco que governa a câmara, não esclarece o povo de Peniche, que o elegeu, acerca do que vai acontecer ao Museu de Peniche, instalado na fortaleza e que, dado o encerramento desta, não é possível ser visitado.
Seria com a mesma ligeireza que se encerraria o Museu da Resistência no caso de a Câmara Municipal ter necessidade de o fazer?
Não convém comprometimentos?
Há medo de represálias?
Esta situação permite que sejam feitas as mais diversas conjecturas acerca do que se pretende que aconteça.
No meu entendimento está a provocar-se o esquecimento dos factos para que, pela calada da noite, como tem sido hábito e prática corrente deste governo, decidir-se pelo seu encerramento, contando, obviamente, com a habitual apatia deste povo de brandos costumes.
O esvaziamento da fortaleza de tudo o que não seja o museu da resistência está na linha do horizonte dos usurpadores daquele nosso monumento. (O último foi o Estúdio de Dança).
E nem é preciso que o An…

ORAÇÃO

A NOSSA FORTALEZA e os seus sinais fúnebres.

Imagem
(As minhas desculpas pela vastidão do escrito, mas o interesse assim o impõe) 
 Chegados que somos à situação em que se encontra a nossa FORTALEZA resta-nos esperar que alguém ou o tempo, consiga o milagre de inverter o que os seus algozes lhe provocaram.

 Em boa verdade se conseguiram chegar ao ponto a que chegaram, muito se deve à criminosa participação de alguns, que se passam por penicheiros, e muito contribuíram para que os invasores do nosso território houvessem conseguido os seus objectivos.

 A nossa história está recheada de “Miguéis Vasconcelos” e a de Peniche não lhe foi excepção.

 Então, para que todos fiquemos a saber como a coisa se passou, vou procurar ordenar alguns factos e atitudes de gente (da nossa terra?) e alguns responsáveis governativos, para que se perceba a evolução última da situação:

 Partamos da altura em que foi anunciada a inclusão da fortaleza no programa “Revive”.

 Assembleia Municipal de Peniche * Acta da Reunião de 30.09.2016 

http://www.cm-peniche.pt…

Grande Anna Muzychuk!

Imagem
EM DEZEMBRO 25, 2017 BY RICARDO CAMPELO DE MAGALHÃES IN CULTURA, DESPORTO, INTERNACIONAL

( Em “O Insurgente”)

 Grandmaster xadrez Anna. A partir do Facebook dela:

 Em alguns dias, vou perder dois títulos de Campeã do Mundo - um a um. Só porque eu decidi não ir para a Arábia Saudita.

Não para jogar pelas regras de alguém, para não usar abaya , para não ser acompanhada para sair e não me sentir uma criatura secundária.

Exactamente há um ano atrás ganhei estes dois títulos e era a pessoa mais feliz no mundo do xadrez, mas desta vez eu me sinto muito mal.

Eu estou pronta para defender meus princípios e ignorar o evento, onde em cinco dias eu esperava ganhar mais do que em uma dúzia de eventos combinados.

Tudo isso é irritante, mas o mais perturbador é que quase ninguém realmente se importa.

Esse é um sentimento realmente amargo, não é motivo para mudar minha opinião e meus princípios.

 O mesmo vale para a minha irmã Mariya - e estou muito feliz por termos compartilhado esse ponto de v…

A FAMÍLIA AVELAR DESEJA-VOS UM FELIZ NATAL

Imagem

Associação Patrimónium / Highland Hope

Imagem
Na sua missão de dar a conhecer e preservar o nosso património a Associação Patrimónium organizou uma palestra sobre um dos mais importantes naufrágios acontecidos na nossa costa, nomeadamente, nos Farilhões.
Foi orador o arqueólogo Jorge Russo, que traçou uma elucidativa perspectiva dos acontecimentos com base na investigação que tem feito.
Louvamos a iniciativa destas Associações que, às vezes tão pouco acarinhadas, lá vão suprindo aquilo que entidades oficiais não executam.

25 de Novembro

Imagem
O DIA DA CONSOLIDAÇÃO DA LIBERDADE
Comemora-se o dia em que alguns militares nos livraram da DITADURA COMUNISTA, em vias de consolidação no nosso país, instituindo a democracia parlamentar.
Sem este acontecimento de nada nos valeria a Libertação de 25 de Abril.

Partilhar esta lembrança é uma forma de homenagear aqueles que nos libertaram.

EXPOSIÇÃO DE ARTESANATO

Imagem

A fortaleza vai encerrar!!!!!!?

Imagem
Tenho visto alguns anúncios acerca de um encerramento da fortaleza.
Parece um facto consumado como mau princípio de quem foi mandatado para nos governar.
Mas penso que a população de Peniche merece uma maior explicação.
E o MUSEU MUNICIPAL DE PENICHE, o que lhe vai acontecer?
E por quanto tempo vai ser o encerramento?
E que tipo de obras se vão realizar?
VOLTAMOS AO MESMO? Vamos aguardar.

“Vamos fechar a torneira à seca”

Imagem
Campanha de sensibilização
Arrancou a campanha “Vamos fechar a torneira à seca”. Esta acção de sensibilização do Ministério do Ambiente, Águas de Portugal, Agência Portuguesa do Ambiente e ERSAR, que está assente na ideia “tempo”, tem por objectivo consciencializar todos os portugueses de que um minuto de desperdício de água é o suficiente para garantir as necessidades básicas diárias de 1 milhão de pessoas. Portugal está a viver de momento uma seca severa e extrema em cerca de 90% do seu território, situação que levou à ativação de um conjunto de medidas previstas no Plano de Prevenção, Monitorização e Contingência para Situações de Seca aprovado pela Comissão Permanente de Prevenção, Monitorização e Acompanhamento dos Efeitos da Seca criada em junho passado. “Um minuto por dia, vamos combater a seca” é o apelo principal das mensagens de sensibilização que estão a ser divulgadas através de anúncios em diversos jornais. A campanha será também veiculada através da rede multibanco, canais …

APOIO ÀS VÍTIMAS DOS FOGOS

Imagem

O DEALBAR DAS ELEIÇÕES

Imagem
Passado que está mais um acto eleitoral na nossa cidade, é tempo de reflectir no que foi o resultado pessoal de cada um dos que se candidataram a ocupar um lugar, qualquer que seja, entre aqueles que irão assumir o compromisso de a governar.
Então, aqueles que se convenceram que para alcançar o tal desejado lugar bastaria mostrar a sua voluntariedade, e com alguns textos, mais ou menos, bem desenhados, aliados à sua formação teórica da política efectiva, como aqueles, já repetentes, e que, apesar dos erros cometidos, bastaria pensar que, quem vota, os vê como a si se julgam, tiveram a oportunidade de constatar que, afinal não é bem assim, tal como os outros que, tendo alcançado a sua eleição, deverão pensar que, os que neles confiaram o fizeram na base da confiança, neles depositada, de que vão cumprir o compromisso assumido sob pena de que no futuro os eleitores serão implacáveis.
Tudo o que aqui se pondera está relacionado com alguns princípios: A honestidade anteriormente demonstr…